Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Avatar e o Planeta Terra

Avatar merece todas as indicações que vem tendo para o Oscar, é um filme muito bem dirigido, tem um bom roteiro, a fotografia é fantástica, os efeitos especiais são de primeira qualidade, se você assistir em 3D ainda, por ser uma novidade, fica mais fascinante.
Mas eu recomendo o filme, não por tudo isso e sim pela sua estória, sim o que mais me impressionou neste filme, não foi a novidade do 3D, seus efeitos e tudo o mais, e sim sua estória, que mostra que a ganância dos homens, no caso os terráqueos, esta longe de ser abrandada.
Note-se que na terra o homem já destruiu vários povos, pela ganância, quer financeira quer pelo poder pleno.
Quantos povos já dominaram o mundo? E o que queriam com esta dominação, explorar e apropriar-se da riqueza alheia, e o custo social como ficou?
No continente americano como um todo, quantos povos indígenas foram dizimados em nome do progresso? E hoje ainda temos países como Irã, Iraque, Afeganistão e vários outros na Ásia e no leste europeu tendo constantes guerras a fim de garantir a produção e o escoamento do ouro negro – Petróleo.
Em Avatar, vemos novamente o homem não respeitando os direitos de outras pessoas, no caso civilização, o enredo se passa no ano de 2.154, ou seja, 144 anos depois de estarmos discutindo como salvar nosso planeta, tentando aliviar os efeitos do progresso a qualquer custo e altos lucros para poucos, estamos destruindo outro planeta - Pandora - também para continuar gerando altos lucros para poucos, pois o objetivo é extrair o Unobtainium, um minério muito precioso e é claro muito caro.
O Na´vi vivem em harmonia com a natureza que lhes dá o que é preciso para se viver, quando perceberemos isso? Respeitam os animais e não os matam indiscriminadamente, por motivos fúteis, mantendo o equilíbrio do planeta que é o que prega Eywa a deusa local.
Um momento marcante do filme, para mim, é quando Jake Sully (Sam Worthington) esta em seu Avatar diante de Eywa (que é uma árvore) e estão na iminência do ataque dos humanos ele pede que ela (Eywa) leia as memórias da Dra. Grace (Sigourney Weaver) e dizendo “veja suas memórias, de onde ela vem não tem árvores...” e pede que a mãe natureza os ajude a enfrentar a grande batalha que esta por vir.
É claro que é um filme, e não uma previsão do futuro, mas daqui a 144 anos ainda teremos os mesmos problemas de hoje, e talvez um pouco piores, porque:
1. Não teremos florestas – apesar de que de alguma forma conseguiremos sobreviver;
2. A mineradora encarregada de explorar Pandora o planeta onde vivem os Na´vi emprega ex-soldados e ex-fuzileiros, ou seja, a tão sonhada paz mundial não será obtida no próximo século e a julgar pela quantidade de ex-militares.....
Abraços e muito obrigado, e não deixem de ver o filme.

Nenhum comentário: