Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Eleições e a Democracia.

Amigos, a propaganda eleitoral teve início no último dia 17 e já esta causando alguns estragos, além de alterar o horário dos programas de esporte durante o almoço, esta apresentando alguns candidatos....
Bom vamos tentar entender, em sua origem grega, "democracia" quer dizer "governo do povo". No sistema moderno, no entanto, o povo não governa propriamente (o que representaria uma democracia direta). Assim, os atos de governo são exercidos por membros do povo ditos "politicamente constituídos", que são aqueles nomeados para cargos públicos através de eleição.
Pois bem, no Brasil, vivemos o Estado Democrático de Direito ,onde as funções típicas e indelegáveis do Estado são exercidas por indivíduos eleitos pelo povo para tanto, de acordo com regras pré-estabelecidas que regerão o pleito eleitoral. É aquela história que a tia Maricota nos ensinou na escola que democracia é o governo do povo para o povo, lembram?
E como é formado o Governo do Povo? Ai que o bicho pega, na democracia representativa, a eleição é o processo que consiste na escolha de determinados indivíduos para exercerem o poder soberano, concedido pelo povo através do voto, devendo estes, exercerem o papel de representantes da nação. Sen-sa-ci-o-nal! Mas como são escolhidos os candidatos?
Desde que não seja analfabeto, inalistável (inelegível por qualquer questão) cônjuge, parente ou afim de um detentor de cargo no Poder Executivo. Qualquer cidadão pode se candidatar desde que se respeitem as seguintes condições:
a) tenha nacionalidade brasileira ou condição de português equiparado;
b) esteja com pleno exercício dos seus direitos políticos;
c) tenha sido alistado;
d) domicílio eleitoral na circunscrição de pelo menos 1 (um) ano antes do pleito;
e) seja filiado a um partido político há pelo menos 1 (um) ano antes da eleição;
f) possuir a idade mínima requerida para o cargo até a data da posse:
Presidente, Vice-presidente,Senador: 35 anos
Governador e Vice-Governador: 30 anos
Deputado Federal, Deputado Estadual, Deputado Distrital, Prefeito e Vice-Prefeito: 21 anos
Vereador: 18 anos
No Congresso Nacional há 513 vagas para Deputados, distribuídas da seguinte forma Acre 8 Alagoas 9 Amazonas 8 Amapá 8 Bahia 39 Ceará 22 Distrito Federal 8 Espírito Santo 10 Goiás 17 Maranhão 18 Minas Gerais 53 Mato Grosso do Sul 8 Mato Grosso 8 Pará 17 Paraíba 12 Pernambuco 25 Piauí 10 Paraná 30 Rio de Janeiro 46 Rio Grande do Norte 8 Rondônia 8 Roraima 8 Rio Grande do Sul 31 Santa Catarina 16 Sergipe 8 São Paulo 70 Tocantins 8.
O Estado de São Paulo tem 1.097 candidatos a Deputado Federal, com algumas curiosidades, como Batoré, Tiririca, Vampeta, Marcelinho Paulista, Ronaldo Esper, Kiko e Leandro do KLB, Mulher Pera, que na ficha de registro da candidatura, informou no grau de instrução “Lê e Escreve”.
Isso é democracia meus amigos, e esse é o povo que nós povo iremos eleger se não tivermos critérios sérios para a escolha de nossos candidatos, e ainda mais, somos formadores de opinião, e temos a obrigação, na medida do possível, esclarecer as pessoas que não tem os mesmos acessos às informações que temos.
Indico estes dois sites, um deles é a nossa Constituição e outro tem a lista dos 1.097 candidatos a Deputado por nosso Estado, e seus respectivos partidos.
Muitos eleitores fazem o voto de protesto e votam em candidatos que não saberão o que fazem no Congresso, e depois não adianta reclamar da corrupção, do marasmo do congresso, que são folgados, que ninguém faz nada para melhorar o país, etc. porque quando você teve a chance disperdiçou, afinal como disse a tia Maricota, Governo eleito do povo para o povo (que somos nós), ou vocês faltaram nesta aula?
Isso é a democracia e temos de respeitar o direito de todos, o que não quer dizer que temos de concordar com tudo.


 José Antonio Gagliardi

Gostou? Vote!

3 comentários:

Júlio César disse...

Perfeito Gagliardi...muito boa esta postagem. AT+

Dú Pirollo disse...

Caro amigo José Gagliardi, boa noite!!!
Governo do povo para o povo, mas temos que escolher com atenção e corretamente, pois será o que teremos para administrar por nós. O eleitor não entende este processo e acaba votando por brincadeira ou vendendo o voto, depois fica lamentando pelos péssimos políticos que temos. Fica ai a sua bela explicação para abrir os olhos do eleitor, parabéns!
Abraços e muita paz!!!

kurt disse...

Muito bom, Zé!!

parabéns.

Povo consciente é voto decente.

Abçs

Sérgio